Digital Signage: o que é, como fazer e porque investir nesta tecnologia

Digital Signage

Você pode não saber o nome, mas certamente já viu bastante digital signage por aí. O nome faz parecer coisa de outro mundo, mas não se assuste: “digital signage”, ou “sinalização digital”, nada mais é que uma rede de painéis digitais gerenciados de forma centralizada. Ou seja: são telas controladas remotamente (via cloud) por um computador. Essas telas são programadas para exibir um certo tipo de informação, que pode ser entretenimento, notícias, merchandising, conteúdo corporativo e propagandas. Além do conteúdo principal, um painel de digital signage pode ter notícias capturadas dinamicamente de portais (RSS) e exibidas em um template padronizado.

O QUE É?

Ok, a definição técnica foi feita. Vamos aos exemplos. Sabe quando você entra em uma loja, como as de celulares, e uma tela exibe os lançamentos e promoções enquanto você aguarda para ser atendido? Então: isso é digital signage. Ou por exemplo as telas que mostram os destaques do cardápio em restaurantes da praça de alimentação. Em algumas cidades, existem até na rua, como um outdoor. Enfim, exemplos não faltam.

VELHO CONHECIDO

digital_signage_tv_corporativaA TV corporativa, sobre a qual já falamos bastante aqui no blog, é um tipo de aplicação de Digital Signage. Nela geralmente o foco é o colaborador da empresa, então o conteúdo tende a ser bastante segmentado, com informações que sejam úteis para o dia a dia daquele público.

No digital signage é importante ter em mente alguns fatores, como o objetivo da mensagem disposta no painel, o tempo médio que a audiência fica na frente da tela e por que a audiência naquele lugar.

Quer um exemplo? Imagine um painel digital num cruzamento movimentado em horário de pico. Quem passa por ali saiu do trabalho e está preso no engarrafamento, então seria um bom local para anunciar a promoção de happy hour de um bar nos arredores.

COMO FAZER

O digital signage é, portanto, uma excelente ferramenta de comunicação empresarial. Veja neste link como funciona do ponto de vista tecnológico: pré-requisitos e conectitividade.

De acordo com a associação Digital Screenmedia Association, o uso de digital signage aumenta o brand awareness, as vendas e o fluxo de clientes na loja.

grafico_ds01

Pudera: com as TVs, é possível explorar as peças de comunicação com muito mais aderência e apelo visual do que os murais impressos tradicionais. Existe ainda a possibilidade de integrações com blogs, redes sociais, feeds de notícias, entre outras aplicações.

Confira abaixo alguns locais onde a presença de digital signage é muito útil:

PONTO DE ESPERA

Na recepção de uma empresa, um digital signage é mais do que bem-vindo. Enquanto aguardam para ser atendidos, visitantes, clientes ou potenciais clientes são impactados por informações sobre produtos e serviços da companhia.

Além do conteúdo institucional, normalmente se exibe previsão do tempo, cotações, as principais manchetes do noticiário etc. – tudo dentro do contexto em que o painel está instalado.

Se for em uma faculdade, é conveniente que haja o horário das aulas e os diferenciais das instalações. Se for um centro de convenções onde está ocorrendo um seminário, o ideal é que haja a programação de palestras. Assim por diante.

As telas também são bastante relevantes para hospitais e clínicas:  Leia:  5 formas de melhorar a eficiência de hospitais e clínicas

PONTO DE VENDA

Digital Signage telaJá aconteceu de você estar comprando algo e, de repente, perceber que não faria mal algum levar pra casa outro produto junto? Um display em um ponto de venda dá um empurrãozinho para que isso aconteça. Eles podem fazer a chamada “promoção cruzada”. A ala de vinhos fica um pouco longe da de queijos no supermercado, certo? Mas um vai tão bom com o outro. Existe aí uma grande oportunidade, reparou?

Esse tipo de comunicação deixa a experiência do consumidor mais personalizada em vários aspectos. Ele pode receber mais informações sobre o que está comprando (o que promove mais fidelização) e até ser estimulado a ter uma experiência com a marca mesmo após a compra se houver ações no site da empresa ou nas redes sociais.

Outra característica interessante do digital signage no ponto de venda é a possibilidade de se medir o retorno de investimento: é possível comparar o volume de vendas do produto antes e depois dele ser promovido nas telas.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Digital Screenmedia Association, quase 30% das pessoas são impactadas por telas que anunciam em pontos de venda a ponto de adquirir o produto anunciado. Ou seja: é possível aumentar as vendas de um certo produto em até 30% com o uso do digital signage. Faz todo o sentido: a parte mais difícil, que era trazer o cliente para a sua loja, já foi feita. Ele só precisa de mais alguns estímulos.

PLANEJE SUA DIVULGAÇÃO

Uma boa estratégia ajuda bastante. Alguns fatores são importantes no planejamento:

1. Escolha o espaço físico ideal para a fixação das telas. Para isso, considere a jornada do cliente dentro da loja, desde a entrada até a saída.

2. Defina um calendário de publicação de conteúdo que esteja alinhado com os objetivos de marketing e vendas e que tenha uma periodicidade de atualização definida.

3. Os produtos escolhidos para serem veiculados nas telas devem ter algum apelo relevante, que pode ser o preço promocional, uma queima de estoque ou a divulgação de uma nova linha de produtos.

digital_signage024. Se você quer vender mais, tenha um call to action. Diga ao cliente o que você quer que ele faça. Veja os exemplos: “Compre um iPhone e ganhe dois anos de Spotify grátis”, “Somente hoje: TVs 32 polegadas por R$ 799, agarre a sua”, “Adquira seu cartão de fidelidade hoje e tenha desconto de 10% nas compras”.

CIRCULAÇÃO DE PESSOAS

Estações de metrô, terminais de ônibus, aeroportos… São lugares com pessoas indo e vindo o tempo inteiro – e todo mundo com o tempo bem curto. Esse público precisa de informações dinâmicas e atualizadas, sem que a rapidez prejudique a clareza do que está sendo dito – e, claro, sem perder a conexão com o local em que o público está.

A presença de painéis nesse tipo de ambiente é cada vez maior, e as marcas têm aproveitado para anunciar seus produtos. Como o digital signage é dinâmico, negócios locais, como lanchonetes e restaurantes, podem lançar campanhas em telas próximas aos locais onde possuem lojas e aumentar o volume de mensagens em horários próximos a hora do almoço ou jantar. E não precisa ser só locais para comer. Quem nunca comprou um livro em uma rodoviária ou aproveitou para fazer compras no duty-free shop dos aeroportos internacionais?

______________________

Gerencie TVs Corporativas de forma simples e segura
O Screencorp dá o controle do conteúdo à sua equipe.

Crie uma conta trial em https://screencorp.com.br/criar-conta e comece agora.

_______________________

Share Button