App Mobile de Comunicação Interna: dicas essenciais antes de começar seu projeto

Posted on by .
Por Thiago Braga  
 

1. Tenha claro qual o seu objetivo de comunicação com o aplicativo.

Sim, parece óbvio, no entanto este ponto muitas vezes é deixado em segundo plano.  Ter um app apenas porque ter um app é “legal”, poderá deixar seu projeto sem direcionamento estratégico e fadado a ter resultados medíocres.

 

2. Escolha um App desenvolvido nativo iPhone e Android

Essa é uma questão técnica, mas que pode impactar diretamente no resultado do seu projeto: para o bem ou para o mal.
Existem no mercado formas rápidas de desenvolver app para as duas plataformas, porém não de forma nativa – é o famoso “barato que sai caro”. Este tipo de app possui uma performance inferior aos apps desenvolvidos nativos, ou seja, aqueles desenvolvidos em linguagem Swift para iPhones e em Java para dispositivos Android.
Em suma, escolha apps desenvolvidos “nativos” para cada plataforma.   😉

 

3. Não deixe seu Jurídico dizer “NÃO!”

 

Parece que falar sobre app mobile para o departamento jurídico de grandes empresas é um certo tabu.  A preocupação dos juristas é o fato de o aplicativo ser instalado nos smartphones dos funcionários (BYOD – bring your own device) e isso teoricamente poderia colocar a empresa sob risco de um eventual processo trabalhista.
A boa notícia é que conseguimos contornar essa questão de forma simples.
Criamos um documento de “Termos de uso e política de privacidade” que o funcionário aceita (opt in) ao criar sua conta no aplicativo.  Neste documento estão algumas considerações sobre a não obrigatoriedade de uso do app, entre outras cláusulas relativas ao uso do app e a relação empresa / funcionário.

 

4. Não deixe sua área de TI dizer “NÃO!”

Algumas empresas possuem políticas de segurança da informação bastante rígidas e a priori podem considerar um app mobile de comunicação interna um risco para a segurança das informações da organização.
Nestes casos, possuímos uma equipe técnica especializada em segurança da informação que poderá validar qualquer processo de complience junto à equipe de tecnologia, garantindo assim um entendimento dos requisitos de segurança específicos da organização.

 

5. Divulgue bem o lançamento do App internamente.

Uma vez que o app esteja pronto, lindo, com conteúdo relevante e com estratégia de comunicação bem definida, é preciso comunicar e convencer os funcionários a baixá-lo.
Neste momento, é importante mostrar ao funcionário quais serão os benefícios que ele terá ao utilizar o app.
Segue abaixo o vídeo de divulgação criado pela empresa Stefanini (cliente da Screencorp):

 

6. Crie um calendário editorial de conteúdo

Tão importante quanto publicar um bom conteúdo, é a frequência no qual ele é atualizado.   Se o funcionário percebe que o app é atualizado de vez em nunca, ele muito provavelmente irá parar de usá-lo ou até mesmo apagá-lo do smartphone.   Por isso, é importante manter uma certa frequência de atualização e envio de pushes.

 

7. Acompanhe as métricas

Acompanhar as métricas de notícias mais lidas, vídeos mais assistidos e participações em enquetes é uma forma de diagnóstico sobre quais tipos de conteúdos funcionam melhor para seu público-interno.   Sendo assim, vale dar uma checada semanal ou quinzenal nas métricas disponibilizadas pelo sistema.

 

8. Os pushes notifications são seu aliados

E por último, mas não menos importante, estão os pushes notifications.  Sim!   Aquela mensagem que aparece na tela de entrada do smartphone junto com WhatsApp e Facebook, por exemplo.
Eles são o melhor amigo de quem gerencia um app mobile de comunicação interna – explico o porquê: do que adianta um app com excelente conteúdo, atualizado várias vezes durante a semana mas que ninguém abre?  Pois é. É aí que entra o push notification. É uma forma de você chamar a atenção do funcionário para determinado conteúdo: uma notícia, um vídeo, um evento.

 

 

Share Button

7 motivos para você usar um aplicativo mobile como canal de comunicação interna

Posted on by .
RH mobile

Mobile RH

 Por Thiago Braga

1. Todo funcionário tem um smartphone

Ok, “todo funcionário” pode ser um exagero, mas seguramente cabe dizer que quase todos os funcionários possuem um; e o carregam todos os dias, do amanhecer à hora de dormir.

2. Comunicação em tempo real

O mundo é digital. As redes sociais trazem informações quentinhas a todo momento; o Waze indica sua rota e atualiza as informações on the fly; o Whatsapp conecta você a sua rede de contatos com apenas alguns toques na tela.
Essa velocidade é esperada também para a comunicação interna da empresa.  Agilidade para distribuição da informação é fundamental para aumentar a aderência e a relevância do conteúdo transmitido para o público interno. E não apenas por email.

3. Possibilidade de segmentar a entrega de conteúdo

O público interno de uma organização, dependendo da quantidade de funcionários, pode ter características heterogêneas como cargos, geografia, departamentos, entre outros.
Com o aplicativo é possível ter uma entrega de conteúdo super segmentada, usando o conceito de tags para definir quem deve receber determinada notícia, vídeo, enquete ou campanha.  Você pode por exemplo enviar uma notícia somente para Gerentes de Vendas, do Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

4. Custo acessível

Um aplicativo para comunicação interna no modelo SaaS (software as a service), com pagamento mensal, pode encaixar sim no budget da sua empresa  (Veja as faixas de preço aqui).
A vantagem do modelo SaaS é que a plataforma já oferece diversas funcionalidades prontas para uso e com um custo muito menor do que a contratação de uma fábrica de software ou até mesmo o desenvolvimento interno na empresa. Além disso, estão inclusos no modelo o suporte técnico, servidor cloud e aplicativos Android e IOS.

5. Push notifications

Os pushs cumprem uma função muito importante para um projeto de app para comunicação interna.  Por mais que você atualize o conteúdo do aplicativo diversas vezes por semana, é necessário que o funcionário abra o app, certo?  É aí que entram os pushs.
Você pode enviar um push com um simples texto informativo, por exemplo:  “Já está disponível o holerite de Maio na intranet”.   Ou você pode enviar um push direcionando para um conteúdo dentro do aplicativo: “Confira o vídeo com nosso CEO sobre os resultados da empresa e o impacto no PLR”.  Neste caso o push abre o aplicativo e direciona para determinado vídeo.

6. Campanhas de comunicação mais participativas

Vale lembrar que o smartphone além de ser um telefone, cumpre a função de câmera fotográfica e também de câmera de vídeo. Sendo assim,  o aplicativo possibilita a criação de diversas campanhas com a participação dos funcionários.
Exemplo:  “Dia das mães: tire uma foto com sua mãe, envie através do aplicativo e ganhe um ingresso para o filme XPTO”.

7. Métricas

Um dos desafios da área de comunicação interna é ter métricas para avaliar a efetividade das ações.   Com o app, é possível ter dados sobre visualização e leitura de notícias e vídeos, assim como de entrega de push notifications.

 

Mobile RH

Share Button

Veja como a Stefanini usa o app mobile Phonecorp para ter um novo canal de comunicação interna com seus funcionários

Posted on by .

A Stefanini possui um grande desafio de comunicação interna.   A empresa possui operações em 33 países, totalizando 68 Cidades, 32 idiomas e 17 mil funcionários (40% no exterior).     Além do desafio da dispersão geográfica e diferenças culturais, existe o fato de várias empresas terem sido adquiridas no movimento de crescimento da organização.

O aplicativo mobile Phonecorp ajuda a empresa a se comunicar com seus funcionários em tempo real e com recursos que tornam a comunicação mais aderente.   Veja o vídeo teaser produzido para o lançamento do app :


(créditos: Marketing | Stefanini)

Read more

Share Button

A tecnologia e os novos paradigmas de Comunicação Interna

Posted on by .


Pare tudo agora.
  E preste atenção em seus funcionários.

Você acredita (mesmo) que os canais de comunicação tradicionais ainda são aderentes?

destaque_telas


Falemos primeiro sobre o 
Mural Impresso.

Expresso profundo respeito por todos os serviços prestados pelo mural impresso à comunicação interna das empresas.  Ele carregou o piano por bastante tempo, sendo um espaço focal de difusão de informação e conteúdo.   Mas os tempos são outros.  Além de tornar-se politicamente incorreto, pela quantidade de gastos de papel e impressão, ele passa despercebido pela grande maioria dos funcionários. Read more

Share Button